Esteganografia

A escrita escondida existe na nossa história há milhares de anos.

Na Grécia Antiga, os homens escreviam em tabletes de madeira posteriormente cobertos com cera.

As palavras na madeira se tornavam secretas e as mensagens transmitidas ficavam protegidas dos curiosos.

O general grego Histiaeus, mandava raspar o cabelo de um escravo e tatuava a mensagem.

Depois de algum tempo…

O escravo era enviado ao destinatário com a mensagem coberta pelo cabelo.

A técnica Astrogal foi atribuída ao grego Enéas. Furos correspondentes ao alfabeto eram feitos em uma madeira. Um barbante era passado entre os furos formando assim a mensagem. O receptor seguia as ligações dos pontos e decodificava a mensagem.

Steganographia, livro escrito pelo monge Johannes Trithemius, no século XV em três volumes, foi classificado a principio, como um livro de magia. Decodificando o livro foi possível descobrir que o assunto tratado, na verdade, era esteganografia e criptografia. Continha diversas técnicas para o envio de mensagens secretas.

Na China, mensagens secretas eram escritas em fina seda, que depois de amassada e transformada em uma pequena bola, era coberta com cera.

O mensageiro engolia a bolinha e a transportava em total segurança.

As tintas invisíveis

Giovanni Porta, cientista italiano, escondia mensagens escrevendo com tinta feita de alume e vinagre na casca de um ovo. A mensagem, absorvida pela clara cozida do ovo ficava visível ao ser retirada a casca.

Na época da Inquisição, as prisões faziam rigorosas revistas aos visitantes e as informações circulavam facilmente em “ovos secretos”.

O “leite” da planta titímalo também foi utilizado como tinta desde o século primeiro depois de Cristo.

Usada na Segunda Guerra Mundial, a escrita com tinta de titímalo, podia ser lida com o aquecimento do papel.

A criptografia tem o objetivo de esconder o conteúdo de uma mensagem e a esteganografia tem como objetivo esconder a existência da mensagem.

São utilizadas juntas ou separadas, para aumentar a segurança da mensagem.

No caso da existência de uma mensagem secreta a ser descoberta, ainda será necessário decifrá-la.

Hoje em dia a esteganografia digital é utilizada na internet para esconder informações em meios digitais.